Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Pisa - Battistero

Um dos edifícios que mais me surpreendeu foi o baptistério dedicado a São João Baptista. Fiquei deslumbrada a imponência da que é considerada a maior edificação do género em Itália.

Pisa - Battistero - Exterior
  A sua construção teve início em 1152 pelo arquitecto pisano Diotisalvi, cuja assinatura pode ser vista em dois pilares no interior, tendo substituído um outro baptistério, mais pequeno, que existia no nordeste da Duomo. Nicola Pisano, outro famoso arquitecto, foi chamado para continuar a sua construção que terminou no século XIV.
É o maior baptistério na Itália: possui uma circunferência de 107,24 m e uma altura de 54,86 m. A cúpula é coberta com telhas vermelhas na parte virada para o mar e de placas de chumbo para levante. Provavelmente, a diferença na cobertura deveu-se à falta de dinheiro.

Pisa - Battistero - Telhado
A porta virada para a fachada da Catedral é ladeado por duas colunas clássicas. O lintel é dividido em duas camadas. O inferior descreve vários episódios na vida de São João Batista, enquanto a superior mostra Cristo com Nossa Senhora e São João Batista, ladeado por anjos e os evangelistas.

No interior, o despojamento é impressionante, oito colunas monolíticas, competem em altura com as da Catedral, sendo alternadas por quatro pilares, formando uma área central na qual podemos observar a pia baptismal octogonal da autoria de Guido di Como.

Pisa - Battistero - Pia Baptismal
A escultura de bronze de São João Baptista, que se encontra no centro, é da autoria de Italo Griselli.

Pisa - Battistero - São João Baptista
O púlpito foi esculpido entre 1255 e 1260 por Nicola Pisano (pai de Giovanni Pisano, o escultor do púpito da Duomo) com cenas da vida de Cristo nos seus cinco painéis. Nas colunas estão representadas as Virtudes. As cenas do púpitos, com especial destaque para a figura de Hércules nu, fazem de Nicola um precursos do Renascimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário